O Hypnobirthing já foi testado e analisado pelos mais diversos meios. Aqui ficam alguns números dos vários estudos publicados, resumindo as evidências científicas.

Vários estudos demonstram resultados sobre a aplicação do Hypnobirthing:

  • Alívio da dor durante o trabalho de parto
    Num estudo realizado para entender a intervenção do Hypnobirthing no alívio da dor no trabalho de parto, as mulheres ouviram um CD de auto-hipnose desde as 32 semanas de gravidez até ao nascimento do bebé e foram entrevistadas 8 a 12 semanas após o nascimento. A maioria das mulheres entrevistadas relatou experiências positivas de auto-hipnose e destacou sentimentos de calma, confiança e capacitação, descobrindo que era benéfico durante o trabalho de parto.
  • Parto mais curto
    Porque trabalha em colaboração com o seu corpo, em média, o trabalho de parto passa de 9,3 horas para 6,4 horas, nas mães de primeira viagem e de 6,2 horas para 5,3 horas nas outras mães.
  • Preparação para o parto com Hypnobirthing
    Uma pesquisa da University College Cork (Irlanda) comparou as experiências de parto de 200 grávidas. Metade fez um curso tradicional de preparação para o parto e a outra metade usou técnicas de de Hypnobirthing. Para as mães que usaram Hypnobirthing, a experiência foi mais confortável e positiva, tiveram menos intervenções e mais apoio do(a) parceiro(a) de nascimento.
  • Parto mais natural
    E, por essa razão, com mais incidência no parto natural. 84 a 99% dos partos por Hypnobirthing são espontâneos, sem qualquer intervenção. No entanto, o método é para todo o tipo de parto e não só para parto natural.
  • Melhora o resultado obstétrico e facilita o parto
    O objetivo deste estudo foi determinar se a hipnose pré-natal poderia facilitar o nascimento sem complicações. Após uma avaliação psico-social, 520 mulheres grávidas no primeiro ou segundo trimestre de gestação receberam hipnose durante a gestação. O objetivo era reduzir o medo de nascimento e maternidade; reduzir a ansiedade; reduzir o stress; identificar medos específicos que possam complicar o processo de trabalho (abordá-los sempre que possível) e preparar as mulheres para a experiência do trabalho.
    As mulheres que receberam hipnose durante a gravidez tiveram resultados significativamente melhores do que as mulheres que não o fizeram. Uma avaliação adicional demonstrou que a hipnose trabalhou impedindo fatores emocionais negativos que podem conduzir a um resultado complicado no nascimento. O uso pré-natal rotineiro da hipnose pode melhorar o resultado obstétrico.
  • Redução na necessidade de analgesia
    Realizou-se um estudo exploratório, a partir de registos médicos, comparou os resultados do parto num grupo de 50 mulheres que escolheram preparação de hipnose no pré-parto e 51 que não o fizeram. Os grupos eram demograficamente semelhantes. A utilização de técnicas de hipnose durante a gravidez, resultou em uso significativamente menor de sedativos, analgesia e anestesia durante o trabalho de parto.
  • Menos necessidade de Cesariana
    Taxa de Cesariana varia entre 5 a 8% nos partos por Hypnobirthing, em comparação com a taxa nacional de 36%.

  • Diminui ansiedade e aumenta concentração
    O estudo descreve o efeito da hipnose sobre o alívio da dor durante o trabalho de parto. Usando uma abordagem qualitativa, mulheres grávidas foram treinadas para usar a auto-hipnose para o parto. As mulheres descreveram seus sentimentos sobre a hipnose durante o trabalho de parto como “uma sensação de alívio e consolo, autoconfiança, satisfação, diminuição do medo do parto natural, diminuição do cansaço e da ansiedade.” Expressaram maior concentração no trabalho do útero, consciência de todos os estágios do trabalho de parto e pensamentos positivos. Os partos foram percebidos como sendo muito satisfatórios em comparação com suas experiências anteriores.

Referências Bibliográficas
Cochrane ; El parto es nuestro ; The Birth Place Study; AIMS -“Consequências inesperadas: as experiências das mulheres com intervenção de auto-hipnose para ajudar com o alívio da dor durante o trabalho de parto”, Finlayson, Downe, Hinder, Carr, Spiby, Whorwell. BMC PregnancyChildbirth. 25 Setembro 2015.
– “O efeito da hipnose no alívio da dor durante o trabalho de parto em grávidas iranianas”. Abbasietall, Middlesex, Reino Unido – InternationalJournalofClinicaland Experimental Hypnosis, Abril 2009.
-“Hipnose para o parto: uma análise comparativa dos resultados na prática de um obstetra”. Vandevuss, J.et al, Milwaukee, EUA – AmericanJournalofClinicalHypnosis, Outubro 2007.
-“Hipnose para facilitar o parto sem complicações”. Mehl-Madrona LE, Tuscan USA – TheAmericalJournalofClinicalHypnosis, Abril 2004
Anbar RD. Self-hypnosis for management ofchronicdyspnea in pediatricpatients. Pediatrics 2001;107:E21
-Carrascosa, L. G., El miedo al doloren el parto y como afecta a sudesarollo. Importanciadel parto natural.SeptimaEdicion. Outubro, 2010
-Cocco, M., Mude a sua vida com a auto-hipnose. Lua de Papel. Junho, 2015
-Dick-Read, Grantly e Odent Michael. ChilbirthwithoutFear: -ThePrinciplesandPracticeof Natural Childbirth, Junho 1943
-Erickson MH, Rossi EL. Theautohypnoticexperiencesof Milton H. Erickson. Am J ClinHypnosis 1977;20:36.
-Lu DP, Lu GP, Kleinman L. Acupuncture andclinicalhypnosis for facial andheadandneckpain: a singlecrossovercomparison. Am J ClinHypn 2001;44:141.
-Seeman J. Modernclinicalhypnosis. DentAnaesthSedat 1976;5:115

Fonte da imagem: site tendencee.com.br