Apresento-vos 2 hormonas importantes para o parto:

  • A Ocitocina,
    A hormona responsável pelas ondas uterinas (contrações). É chamada a hormona do amor e do bem-estar porque a produzimos sempre que nos sentimos calmas e felizes. É a principal responsável por um parto tranquilo e confortável.

    A Ocitocina leva ao bom desenvolvimento de todo o processo de nascimento. O corpo humano é tão maravilhoso que associa ao parto à produção desta hormona (e de outras tais como as Endorfinas, que promovem a tranquilidade) de forma a que este momento seja vivenciado como um momento de prazer.
    A mulher chega a atingir os níveis mais altos de produção de Ocitocina em toda a sua vida, no período do parto.
  • A Adrenalina
    A hormona responsável pelo medo, tensão e ansiedade. ou por um parto lento e doloroso.
    Quando produz Adrenalina, vai ficando mais tensa e entra em sistema de sobrevivência, ou seja, o corpo prepara-se para combater ou fugir. 
    De forma 
    totalmente involuntária, o sangue vai para as extremidades, preparando braços e pernas para fugir ou combater se necessário. Tudo isto é involuntário e atrasa e prejudica o nascimento pois  precisamos da irrigação sanguínea no útero e não noutras zonas do corpo. 

Muito importante: quando produzimos Adrenalina não conseguimos produzir Ocitocina.
Ou produzimos uma ou outra mas nunca as duas e é esta gestão entre a produção de Adrenalina/Ocitocina que ajuda ou prejudica o parto.

No Hypnobirthing, a mãe prepara-se com técnicas que a ajudam a evitar a libertação de Adranalina e a manter-se sempre tranquila para potenciar a produção de Ocitocina.
Esta é um dos pontos que torna o Hypnobirthing tão eficaz: a mãe usa a mente para “gerir” a produção de hormonas para evitar a tensão e aumentar o conforto no parto.