• Hypnobirthing7

    Dar à luz em harmonia

19 fevereiro, 2020

Mãe ansiosa, bebé ansioso

Muitas mães sentem-se ansiosas e frustradas no período de pós-parto. É natural pois, quando nasce um bebé, na realidade nascem 3 pessoas: o bebé, a mãe e o pai. Tal como bebé contacta com o mundo pela primeira vez, a mãe também pois, a partir deste momento, a sua percepção da vida e do mundo muda totalmente. Assim, esta nova mãe irá descobrir um novo mundo, uma nova vida e ajustar-se a ele com um

18 fevereiro, 2020

Como ter um parto agradável

O Hypnobirthing aponta 4 fatores de sucesso para um parto mais agradável. Para mim, são os mesmos que definem o sucesso de qualquer parto, seja ele por Hypnobirthing ou não. 1. Quando e onde e como nasce o bebé.Quando: A data de nascimento é muito importante. Há consequências e benefícios em respeitar o tempo do seu bebé. Costumo dar o exemplo do esforço desenvolvido para apanhar um tomate bem maduro, versus o esforço em apanhar
Acontece-lhe, conforme a gravidez vai avançando, sentir  também a ansiedade a aumentar?Um certo grau de preocupação é normal durante a gravidez, no entanto, é prejudicial se este stress se transforma em ansiedade extrema. Este estado tem efeitos negativos comprovados, tanto no comportamento fetal como nos resultados obstétricos e neonatais. Siga estes 7 passos para encontar a calma e ficar mais relaxada libertando-se da ansiedade do final da gravidez e ajudar o parto: 1-  Escute o
 ,
A Ocitocina é a estrela do parto e é, vulgarmente, chamada de “hormona do amor” ou “hormona do prazer”. Produz-se quando está relaxada e a fazer algo que lhe dá prazer. E no parto, queremos muita Ocitocina pois é imprescindível para um parto confortável ! Como curiosidade, Ocitocina vem do grego Oci (rápido) e tókos (parto) e é a hormona responsável pelas ondas uterinas, tornando-as mais eficientes. Também ajuda a reduzir o sangramento durante o
 ,

10 janeiro, 2020

Grávida e ansiosa?

Tem menos paciência ou está mais irritável? 😬Sente-se mais ansiosa? 😥Está mais apreensiva com o parto? 😰Tem dificuldade em adormecer ou tem insónias?  😴Recusa-se ou tem dificuldade em pensar no parto? 😰Tem pensamentos ou sonhos negativos? 😢Sente-se emocionalmente mais instável? 🙃Sente frequentemente um aperto no peito ou vontade de chorar? 😭Sente o coração acelerado quando pensa ou lhe falam no parto? 💗Sente-se mais triste ou apática? 😪 Se se identifica com alguns destes sinais, poderá
 , , ,
O Hypnobirthing, Hipnonascimento ou Hipnoparto, é um método de preparação para o parto, assente nas mais recentes evidências científicas . Os estudos demonstram que o Hypnobirthing está associado a partos mais curtos porque vai trabalhar em colaboração com o seu corpo – Passa de 9,3 horas para 6,4 horas (de média, nas mães de primeira viagem) e de 6,2 horas para 5,3 horas (nas outras mães). Está também associado a um parto mais confortável e, por isso
 , , , ,

16 dezembro, 2019

A “ameaça” do parto

Quando a mulher engravida, a cultura e os medias tendem a representar o parto como algo incrivelmente traumático e doloroso. Quando a mulher engravida, estas crenças, o receio do desconhecido e um ambiente inadequado, geram uma mensagem inconsciente de possível “ameaça”.Mesmo sabendo que está segura, tudo isto acontece de forma totalmente involuntária na cabeça da grávida. Assim, na hora do parto, a maioria das mulheres entra instintivamente e involuntariamente em “modo de sobrevivência” dando origem
 , , , , ,
Há bebé que se apresentam de costas, ou seja, de costas com as costas da mãe. Esta é uma posição que tem vindo a aumentar muito nos últimos tempos e pode ser por uma necessidade do bebé mas também pode ser afetada pela postura da mãe.Porquê?Porque fomos feitos para caçar, correr, andar… e hoje passamos a maioria do tempo sentadas e reclinadas. Um exemplo: a mãe levanta-se e vai para o trabalho a conduzir ou
 , , ,
Muitas mães ficam ansiosas quando o bebé se apresenta pélvico (sentado) ou de pés/joelhos/ para baixo. Tal como dizia Mary Cronk “ é uma posição pouco usual mas normal” e menos de 4% dos bebés estão nesta posição no final da gravidez. Antes de mais há que esclarecer que , por exemplo com 30 semanas, o bebé não esta pélvico nem em nenhuma outra posição porque simplesmente ainda não está posicionado para nascer. E mesmo
 , , , ,
O medo do parto, a Tocofobia*, é muito mais de que um simples medo. É um distúrbio formalmente reconhecido em 2000 e trata-se de uma fobia real e séria, que transtorna inúmeras mulheres. De acordo com um estudo no Industrial Psychiatry Journal, a Tocofobia pode afetar tanto mulheres que nunca estiveram grávidas como mulheres que já passaram por um parto traumático anteriormente. Depressão pré-natal, abortos espontâneos e outros problemas obstétricos também podem desencadear a Tocofobia.Aparece
 , , , ,