fbpx
  • Hypnobirthing7

    Nascer em harmonia

A depressão pós-parto vai além de uma simples tristeza passageira. É uma doença que afeta entre 20 a 35% das mulheres e 4% dos homens (segundo estudo norte-americano publicado em 2010, no Archives of Pediatric & Adolescent Medicine) e que pode ser prevenida e tratada. Esta doença rouba à mãe a oportunidade de desfrutar de um momento único da sua vida e também pode afetar o bem estar do seu bebé.Os sintomas aparecem nos primeiros
parto e animais
Um dos exercícios que peço ás famílias que acompanho é observar o nascimento de um mamífero, qualquer um…Isto, para que percebam que todos os mamíferos têm as mesmas necessidades básicas durante o parto:– Segurança (sentir-se protegido)– Intimidade (estar resguardado e não ser observado)– Tranquilidade Por exemplo, no caso dos cães e dos gatos, até pode fazer uma caminha confortável, para que tenham lá os seus filhotes mas, o mais provável, é que os tenham debaixo
 , , , , , , , ,
Ainda há que tenha a imagem de um parto humanizado como um nascimento na água, rodeada de música ambiente, luzes suaves, na tranquilidade do lar.Pode ser uma das imagens mas, para mim, um parto humanizado pode decorrer no hospital ou em casa, com ou sem ajuda química, com ou sem acompanhante… Isto, porque um parto humanizado tem a mãe e o bebé como protagonistas e cada mãe é única, com necessidades únicas e vontades únicas.
 , , , , , , , , , ,
Diz-se frequentemente que “quando a mente acredita, o corpo faz” porque as palavras, os pensamentos e as emoções provocam determinadas reações corporais, que têm origem na mente. Um pensamento gera uma emoção que provoca uma sensação tal como algumas palavras provocam uma reação no seu corpo, afetando o seu sistema nervoso, endócrino e imunitário.Um exemplo prático na grávida: sob stress e ansiedade produz mais Adrenalina e Cortisol. Em contrapartida quando está calma produz mais Ocitocina
 , , , , , , , , , ,
Todas as mães que acompanho enviam-me o seu relato de parto e a sua opinião sobre a experiência para avaliarmos o que correu bem e, também, menos bem. Normalmente partilho uns trechos destes relatos mas este merece ser publicado na íntegra pois esta mãe foi um exemplo de entrega, numa história com um final feliz. Escrita na 1ª pessoa, esta é a experiência da M, salvaguardando que todas somos diferentes e nada funciona da mesma
 , , , , , , , , ,
Quando estamos nervosos, temos tendência a ter uma respiração entrecortada, rápida, curta e pouco profunda. A respiração Ascendente, uma das técnicas de Hypnobirthing mais utilizadas para ajudar o parto, contraria esta tendência. Serve para criar espaço, maximizar a capacidade pulmonar e a quantidade de oxigénio que entra no corpo. Esta é uma respiração para a primeira fase do parto, durante todo o tempo em que o seu corpo se prepara para receber o bebé e
 , , , , , , , , ,
A consistência em treinar as técnicas é a chave do sucesso do Hypnobirthing . E porque é o treino tão importante ? Costumo dizer que o Hypnobirthing funciona com todas as mulheres mas não é para todas as mulheres, porque requer um compromisso de aprendizagem e prática quase diária no final da gravidez. Vamos perceber a razão: implificando ao máximo, imagine um iceberg, sendo que a mente consciente é o topo e o subconsciente e
 , , , , , , , , ,
A Adrenalina, uma hormona, completamente indesejada no processo de nascimento, tem efeitos sobre o sistema nervoso, endócrino e imunitário e torna o parto mais lento e mais doloroso. Quando temos medo, produzimos Adrenalina e entramos em Modo de Sobrevivência. Neste estado, os músculos não recebem a irrigação sanguínea necessária porque, no Modo de Sobrevivência, o sangue vai para as extremidades em vez de irrigar o útero. A redução da irrigação sanguínea torna o parto mais
 , , , , , , , , , ,
As mães já o sabem instintivamente mas estudos recentes demonstram como é importante comunicar com o bebé na barriga. Esses estudos demonstram que o bebé ouve e aprende e, na última fase da gravidez, o seu cérebro começa a absorver informações adquiridas ainda no útero. Para o psicólogo Roberto Debski, a comunicação entre mãe e bebé é uma realidade, e hoje cada vez mais estudos comprovam que tudo o que a mãe sente reflete-se imediatamente
 , , , , , , , ,
Como fica a saúde emocional da grávida em contexto de Covid-19? Numa altura de incerteza como esta, é fundamental cuidar da saúde emocional da grávida enquanto gera o seu bebé. Neste contexto de incerteza, é natural que a tensão e ansiedade da grávida dispare. A forma como vive a sua gravidez pode refletir-se no desenvolvimento do seu bebé e no desfecho da própria gravidez. Cada pensamento produz uma emoção e reação no seu corpo, que
 , , , , , , , ,