Artigo publicado na revista Progredir em Setembro de 2019.

Dando os primeiros passos no nosso país, o Hypnobirthing já é bastante comum e reconhecido noutros sítios. Por exemplo, em Inglaterra, faz parte do Sistema Nacional de Saúde e é praticado em hospitais públicos.

Em Portugal ainda poucos conhecem os benefícios deste método que muda completamente a vida da grávida, tornando o nascimento numa experiência poderosa e harmoniosa.

O Hypnobirthing é um programa de preparação para o nascimento, assente nas mais recentes evidências científicas. Estudos demonstram que permite um parto mais rápido, com menos dor, menor intervenção médica e menos ajuda instrumental e farmacológica.

Quando a mulher engravida, as crenças sobre o parto, o receio do desconhecido e um ambiente de gravidez inadequado, geram uma mensagem inconsciente de possível ameaça. Todos estamos programados para a sobrevivência humana há milénios de anos e, perante uma possível ameaça, respondemos instintivamente com o instinto de sobrevivência.

Assim, na hora do parto, a maioria das mulheres entra em “modo de sobrevivência” dando origem a alterações físicas no fluxo sanguíneo, na respiração, na tensão muscular… Aumentam a produção de Adrenalina e tudo isto acontece de forma totalmente involuntária, sendo altamente improdutivo no nascimento.

O trabalho de parto progride com uma hormona chamada Ocitocina, fundamental para o bom desenvolvimento do nascimento. Para produzir Ocitocina a mãe deve estar tranquila. Se está em tensão, não a produz na quantidade necessária para o bom desenvolvimento do parto. É importante saber que a produção de Ocitocina é inibida pela Adrenalina porque não consegue produzir ambas ao mesmo tempo.

Durante o parto, os músculos do útero estão em plena atividade e, tal como qualquer outro músculo, precisam de hidratação, energia, e boa irrigação sanguínea. Ora, o “modo de sobrevivência” provoca exatamente o resultado oposto e torna os músculos tensos e com pouca irrigação, cansando-se mais facilmente e criando desconforto físico.

Um exemplo: experimente, abrir e fechar a mão várias vezes com o braço e a mão muito esticados e tensos e observe o desconforto. Faça agora o mesmo exercício com o braço e a mão descontraídos e perceba a diferença entre um trabalho muscular em tensão ou em relaxamento.

Este é um dos pontos mais trabalhados no Hypnobirthing: evitar que mãe ative o seu sistema de sobrevivência com um conjunto de técnicas que usa nas várias fases do parto. Eliminando a tensão que provoca as alterações hormonais improdutivas, o parto torna-se obviamente mais rápido e mais confortável.

O pai também é preparado e é um dos fatores de sucesso do método. Mãe, bebé e pai trabalham em equipa e, independentemente da forma como decorre o nascimento, saberão agir em qualquer circunstância.

Esta é uma explicação muito sucinta e há muito mais para dizer sobre este método fantástico. Poderá obter mais informações no site Hypnobirthing7 e conhecer as várias opções de acompanhamento, presencial ou á distância.

Num mundo ideal, gostaria que todos soubessem que o parto não tem de trazer sofrimento associado e que , com preparação, é possível ter uma experiência poderosa em vez de dolorosa. Cada viagem de nascimento é única e, independentemente do tipo de parto,  o Hypnobirthing permite realmente uma vivência harmoniosa que ficará para sempre como uma memória positiva.